Aromaterapia para Cães e Gatos

Você sabia que a aromaterapia pode ser utilizada de forma benéfica nos seus PETS?

Os animais são mais sensíveis do que os seres humanos, mesmo porque, desde que nascemos, já temos contatos com produtos de higiene, limpeza e perfumação.

No caso dos cães, as doses devem ser administradas conforme o seu tamanho. Eles possuem semelhança fisiológica com o organismo humano, por isso, se comparados aos gatos, são mais beneficiados com a aromaterapia e uso dos óleos essenciais.  Pode-se usar nos gatos, hidrolato ou protocolos que usem água ou soro fisiológico como base, nesse caso, a ação deverá ser local, em um ferimento por exemplo, e sempre bem leve e diluída.

Para os gatos, as doses deverão ser metade das dos cães e só podem usufruir da aromaterapia pelo ar, ou seja, pelo olfato e não usando na pele, já que seu organismo não possui uma enzima capaz de metabolizar o óleo essencial no fígado e em outros órgãos internos.

Como saber, de forma segura, como utilizar cada óleo essencial?

Já li e ouvi muita informação errônea com relação ao uso devido e indevido dos óleos essências.

Como aromaterapeuta e osmóloga, sugiro o uso conforme minhas experiências científicas e clínicas.

O óleo essencial pode ser usado puro, por cima do pelo do animal, sempre no dorso, e se for em outro local do corpo, use misturado com gel neutro, creme, loção neutra ou óleo vegetal. Essa mistura é necessária porque o óleo essencial é volátil e evapora rapidamente.  Se misturado com essas bases carreadoras, a permeação cutânea fica mais eficaz.

Aromaterapia é um tipo de terapia holística que usa os óleos essenciais para determinadas ações no organismo. Ela age no seu físico, emocional e astral.  O contato do óleo com o animal será pelo olfato e também por permeação da pele.

Podemos usar em difusores elétricos, a vela, a tomada e ultrassônicos, além de difusores pessoais que são amarrados na coleira dos animais. No corpo deveremos usar sempre com base carreadora e em doses ajustadas para cada tratamento e tamanho do animal.

Uso físico está relacionado a alguma injuria na pele, no pelo, machucado, alergia, micose, doenças inflamatórias, dores nas musculaturas ou articulações, carrapatos ou até pulgas.  No emocional, podemos ajudar os nossos amigos peludos nas horas de abandono, traumas, medos, ansiedade, tristeza, depressão, angustias, fases de transição, mudanças pontuais, como complemento a tratamentos psicológicos, etc.

Ao introduzir óleos essenciais nos cães e gatos, comece gradualmente em pequenas quantidades, prestando atenção a qualquer sintoma como: espirrar, choramingar, babar, esfregar a cara no chão ou o dorso, com intuito de se limpar, ou ficar ofegante.


Utilize sempre uma diluição maior em cães menores. (pense assim, os protocolos são feitos para cães de médio e grande porte e para gatos tamanho médio, se seu cão ou gato é de espécie menor, diminua as dosagens pela metade).

Cães de médio e grande porte: de 5 kg até 10 kg.

Gatos: com aprox. 3,5 ou 4,00 kg

Utilize óleos essenciais com mais cuidado no caso de cães idosos (com mais de 8 anos) e doentes.  Não indico uso em filhotes, evite óleos estimulantes ou que provoquem alteração hormonal em cadelas prenhas como: gerânio, palmarosa, ylang-ylang, tea tree, eucalipto, menta e alecrim.

Não utilize óleos essenciais próximo aos olhos, nos olhos, direto no nariz, nas áreas genitais ou através de ingestão.

Existem óleos essências que não são indicados para PETS. Você pode identificar esses óleos pela concentração molecular da classe dos terpenos, álcoois monoterpênicos e óxidos, que são os óleos que apresentam frescor olfativo (menta, hortelã, tea tree, cânfora e alecrim), a não ser que você saiba usá-los de forma terapêutica ou tenha acompanhamento de um veterinário especialista em óleos essências e terapias complementares à saúde animal.

Finalidade e aplicação de cada óleo essencial:

Lavanda: Óleo mais versátil que existe e internacionalmente usado para assepsia, bactericida, possui ação tranquilizante sedativa, acalma, traz paz e age diretamente no sistema nervoso central, possui na sua formulação como molécula majoritária o  LINALOL e ACETATO DE LINALILA. Usado com ansiolítico natural, excelente para casos de abandono, de insegurança, de agressão, violência, ou naqueles dias de final de ano onde soltam fogos de artifícios, passeios até o veterinário, viagens, etc. Use no ambiente em difusão aérea ou em spray. Para difusão aérea, use no difusor com água. Pingue na água no máximo 8 gotas para cães e 4 para os gatos, por até 1 hora no dia. Deixar o difusor no ambiente onde fica o animal, a uma distância de 3 ou 4 metros do difusor.


Para formular o spray, a base deve ser água termal, não use álcool, nesse caso, use até 0,5% de diluição, ou seja, 100 ml de água termal para 10 gotas de óleo essencial, já que 1 ml são aprox. 10 gotas.

No corpo do animal: para cada 10 ml de óleo vegetal, use 1 gota de óleo essencial, no caso de creme ou gel, para 2 colheres de sopa grandes, use uma gota de óleo essencial.

Pode também ser misturado na água termal ou soro fisiológico para feridas ou pós-operatório, em compressas 2 vezes ao dia.

Cedro: É um óleo que mexe no emocional do animal, excelente para senso de segurança, separação entre o dono, por morte, ajuda na caspa, psoríase, fortalece os rins, estimula a circulação, pulmão e ajuda na expectoração do animal.

Use no ambiente em difusão aérea ou em spray. Para difusão aérea, use no difusor com água. Pingue na água no máximo 8 gotas para cães e 4 para os gatos, por até 1 hora no dia. Deixar o difusor no ambiente onde fica o animal, a uma distância de 3 ou 4 metros do difusor.

Para formular o spray, a base deve ser água termal, não use álcool, nesse caso, use até 0,5% de diluição, ou seja, 100 ml de água termal para 10 gotas de óleo essencial, já que 1 ml são aprox. 10 gotas.

No corpo do animal: para cada 10 ml de óleo vegetal, use 1 gota de óleo essencial, no caso de creme ou gel, para 2 colheres de sopa grandes, use uma gota de óleo essencial.

Pode também ser misturado na água termal ou soro fisiológico para feridas ou pós-operatório, em compressas 2 vezes ao dia.

Gerânio: Tem efeito calmante, ajuda a acolher, a dar confiança.  Excelente para momentos de transição, troca de tutores ou de casa. No físico pode ser usado em assepsias diversas.

Use no ambiente em difusão aérea ou em spray. Para difusão aérea, use no difusor com água. Pingue na água no máximo 8 gotas para cães e 4 para os gatos, por até 1 hora no dia. Deixar o difusor no ambiente onde fica o animal, a uma distância de 3 ou 4 metros do difusor.

Para formular o spray, a base deve ser água termal, não use álcool, nesse caso, use até 0,5% de diluição, ou seja, 100 ml de água termal para 10 gotas de óleo essencial, já que 1 ml são aprox. 10 gotas.

Use no ambiente, ou cobertor do animal.

Citronela ou Neem: Para repelir insetos voadores e carrapatos.

Não use velas aromatizadas, pois elas sempre têm um residual petrolífero que fazem mal aos animais. Prefira o óleo puro, use-o na difusão aérea e no xampu neutro (uma gota) para dar banho como de costume.

Também é possível fazer um spray à base de água termal, nesse caso, use até 0,5% de diluição, ou seja, 100 ml de água termal para 10 gotas de óleo essencial, já que 1 ml são aprox. 10 gotas.

Não use em difusão aérea, esse método pode intoxicar o animal por ficar muito tempo usando o mesmo óleo essencial no ambiente. Prefira o spray.

No corpo do animal: para cada 10 ml de óleo vegetal, use 1 gota de óleo essencial, no caso de creme ou gel, para 2 colheres de sopa grandes, use uma gota de óleo essencial.

Pode também ser misturado na água termal ou soro fisiológico para feridas ou pós operatório, em compressas 2 vezes ao dia.

Laranja doce, tangerina, grapefruit ou bergamota: Age como calmante para cães hiperativos, excelente para depressão e para cães que acabaram de castrar. Muito compatível com óleo de lavanda e, se usados juntos, terão maior atividade para ajudar seu amigo peludo naquela viagem de avião, onde você não estará por perto. Nesse caso use uma gota de cada no cobertor dele, e vire o cobertor para baixo, quanto mais fraco, mais atividade no animal. Use no ambiente, ou cobertor do animal.

Use no ambiente em difusão aérea ou em spray. Para difusão aérea, use no difusor, cm água. Pingue na água no máximo 8 gotas para cães e 4 para os gatos, por até 1 hora no dia. Deixar o difusor no ambiente onde fica o animal, a uma distância de 3 ou 4 metros do difusor.

Para formular o spray, a base deve ser água termal, não use álcool, nesse caso, use até 0,5% de diluição, ou seja, 100 ml de água termal para 10 gotas de óleo essencial, já que 1 ml são aprox. 10 gotas.

Óleos que não devemos usar em cães e gatos:

Evite óleos essenciais com alto teor de álcoois monoterpenicos, fenóis e cetonas.

Orégano, manjericão, canela, eucalipto, menta, hortelã, tomilho, gaulteria, cravo, anis, vidoeiro, boldo, canfora, alho, junípero, artemisia, mostarda, santolina, tea tree, absinto.


Fontes:

AMARAL, FERNANDO,Técnicas de Aplicação de Óleos Essenciais, 1ª ed. – São Paulo, 2019.

IN ESSENCE: https://www.inessence.com.au/responsible-use-of-pure-essential-oils-with-pets, acesso em 02/10/2020.

ORGANIC AROMAS: https://organicaromas.com/blogs/aromatherapy-and-essential-oils/using-essential-oils-around-your-pets-1, acesso em 02/10/2020.

1 visualização
 

Av. Cel. Francisco H. dos Santos, 803 - Jardim das Américas, Curitiba - PR, 81530-000, Brazil

(41) 3013-4656 (41) 98898-4021

  • Google Places
  • Instagram
  • Facebook

©2020 por ALCHIMIA FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO. 

CPNJ 07.259.323/0001-43 Endereço Físico: Avenida Coronel Francisco H dos Santos, 803 Curitiba-PR

Prazo de Entrega da loja virtual: aproximadamente 5- 20 dias úteis